ST. PAUL, Minnesota Wild estão reformulando seu escritório com o presidente de operações de hóquei e gerente geral Bill Guerin anunciar Na quarta-feira, serão promovidos quatro membros de seu círculo íntimo, que atuam em todas as áreas da organização, desde o desenvolvimento dos jogadores até o gerenciamento do teto salarial.

Guerin nomeará Matt Sells, Chris Kelleher e Michael Murray como gerentes gerais assistentes, enquanto Matt Hendricks, anteriormente diretor assistente de desenvolvimento de jogadores, será nomeado GM da AHL Iowa.

The Wild teve uma vaga a preencher depois que o GM assistente Chris O’Hearn e a equipe concordaram mutuamente em se separar em novembro, após uma investigação sobre uma má conduta não revelada. O’Hearn foi o capitão do time e foi o principal negociador do contrato. Gerin decidiu distribuir as responsabilidades entre sua equipe.

Veja como funcionará:

Vende: Seals era o vice-presidente de estratégia de hóquei e analista-chefe do time. Seu papel cresceu desde a saída de O’Hearn. Ele mantém o foco em análises, mas como AGM, concentra-se nas negociações de contratos e no salário mínimo da equipe.

VÁ MAIS FUNDO

Uma olhada em como o Wild aceita a análise: ‘Faz parte de tudo’

Seals está entrando em sua sexta temporada e é formado em direito pela Universidade de Calgary, após obter o diploma de bacharel pela Universidade de Regina. Ele veio para os Wildcats depois de trabalhar como olheiro preliminar do Hockey Canada de 2013 a 2018.

Kelleher: Kelleher era o diretor de pessoal de jogadores do Wild e voltou dos olheiros do time após o término de sua carreira de nove anos. O foco de Kelleher continuará sendo o olheiro profissional e a avaliação dos jogadores.

Kelleher entra em sua 18ª temporada com os Wildcats, a maior temporada para qualquer GM na história dos Wildcats. Originalmente contratado em regime de meio período por Doug Risebro, Kelleher tornou-se olheiro profissional no ano seguinte sob o comando de Chuck Fletcher. Ele passou 10 anos nessa função antes de Paul Fenton contratar Guerin e promovê-lo primeiro a diretor de olheiros profissionais e depois a diretor de pessoal de jogadores.

Kelleher vem de uma família de hóquei que inclui seu irmão, Pat, que é o diretor executivo do USA Hockey. Ele jogou quatro anos de hóquei na Universidade de Boston, servindo como capitão em seu último ano. Na BU, seus companheiros de equipe incluíam o técnico do Wild, John Hines, o GM do San Jose Sharks, Mike Grier, e o GM do New York Rangers, Chris Drury, que era seu companheiro de equipe na faculdade.

Murray: Murray ingressou nos Wildcats em 2020 como gerente geral assistente e foi diretor de operações de hóquei. Ele também foi o GM do Iowa Wild. Nesta nova função, Murray se concentrará mais na equipe da NHL, trabalhando com Guerin no elenco e como executivo do departamento de negócios da organização.

Murray entra em sua quinta temporada com os Wildcats. Ele veio para os Wildcats depois de nove temporadas trabalhando em operações de hóquei para a AHL. Ele foi nomeado vice-presidente de operações de hóquei da AHL em 2011 e vice-presidente executivo de operações de hóquei em julho de 2015. Enquanto trabalhava na AHL, Murray supervisionou todos os aspectos do departamento de operações de hóquei da liga, incluindo o gerenciamento do programa de arbitragem da AHL, o processo disciplinar da liga, escalações de jogadores, aplicação de regras e regulamentos e agendamento.

Murray jogou quatro anos de hóquei em Dartmouth e se formou em direito pela Suffolk University School of Law, em Boston.

Hendrix: Hendricks, um ex-veterano da NHL, foi o diretor assistente de desenvolvimento de jogadores e trabalhou principalmente com as perspectivas do time. Isso prepara Hendricks para seu novo papel como GM de Iowa.

Deeper

VÁ MAIS FUNDO

Para Matt Hendrix, o retorno ao serviço militar está enraizado em sua educação

Em sua sexta temporada com os Wildcats e originalmente contratado por Fenton, Hendricks auxiliou o Diretor de Desenvolvimento Profissional Brad Bombardier. Durante sua carreira na NHL, o atacante marcou 116 pontos e registrou 722 minutos de pênalti e 1.398 arremessos em 607 jogos com o Colorado Avalanche, Washington Capitals, Nashville Predators, Edmonton Oilers e Winnipeg Jets antes de encerrar sua carreira com o Wild em 2019. trouxe Minnesota, nativo jogou hóquei universitário em St.

(Foto de Bill Guerin: Bruce Kluckhon/NHLI via Getty Images)



Fonte