Hein Allemagne, o criador do artefato, venceu uma disputa judicial contra o órgão que tutela o futebol mundial com decisão dos ministros do STJ.

15 de maio
2024
– 12:39

(atualizado às 12h57)




Foto: Hein Allemann/Arquivo Pessoal – Legenda: Hein Allemann com o spray, sua criação e a ferramenta que disputou com a FIFA para comprovar sua autoria / Jogada10

O brasileiro Hein Allemane conquistou uma importante vitória judicial contra a FIFA. Ele é o inventor da aplicação em spray e conseguiu comprovar a situação aos ministros do Supremo Tribunal de Justiça (STJ). Tanto que especialistas jurídicos exigiram do órgão máximo do futebol mundial que lhe pagasse uma indenização milionária.

Espera-se que Hayne arrecade cerca de US$ 40 milhões (equivalente a R$ 206,5 milhões a preços atuais). Afinal, esta decisão foi tomada por unanimidade, com cinco votos a favor dos ministros. Especialistas jurídicos determinaram que a FIFA teve uma abordagem irregular porque impediu o brasileiro de negociar sua patente.

Posteriormente, o STJ determinou que a indenização fosse concedida à empresa Allemagne, Spuni Comércio de Produtos Esportivos. O órgão que supervisiona o futebol mundial entrou com uma petição na Justiça brasileira para invalidar a patente de Heine. Isso ocorre porque sua alegação era de que ele não era o inventor do artefato. Porém, em março de 2024, a FIFA perdeu a primeira contestação na Justiça Federal.

O brasileiro comemora sua vitória sobre a FIFA

Este brasileiro comemorou a decisão do Supremo Tribunal de Justiça em entrevista à Rádio Itatia. Além disso, ele mostrou o primeiro momento em que a ferramenta foi utilizada.

“Esse projeto começou aos 45 minutos do segundo tempo da Copa BH, onde o América venceu de pênalti, e provou que essa ferramenta pode ser decisiva e até decidir a final da Copa do Mundo. Naquela época, Osmar Camilo, o presidente da arbitragem de Belo Horizonte acolheu o projeto como uma experiência para o futebol e conquistou o mundo”, disse.

Aliás, Allaman classifica esta avaliação da justiça como um fracasso da FIFA.

“Essa vitória não representa apenas 23 anos de luta, mas também é uma vitória técnica, porque o spray revolucionou o futebol mundial. Isso significa que a FIFA, que ia cancelar as patentes e questionar quem é o inventor. É uma decisão, chamo de final de Copa do Mundo, foi uma vitória por 5 a 0 sobre a FIFA”, explicou Heine.

“São duas situações: a introdução de uma ferramenta que vai revolucionar o futebol mundial e ao mesmo tempo um processo judicial. A vitória de David sobre Golias. Fico feliz que a invenção tenha sido reconhecida em tribunal. observe que isso restaura a confiança legal.

Fonte