Ana Cristina foi a principal jogadora de vôlei do Brasil na primeira partida da Liga das Nações de Voleibol Feminino. Diante do Maracanazinho, o lateral de 20 anos foi peça fundamental na vitória do Brasil, ao marcar 20 pontos (14) contra o Canadá na noite desta terça-feira. O bom desempenho do jovem jogador foi elogiado pelo técnico Zé Roberto Guimarães após grande jogo.

“Precisamos de um jogador como ele, que tenha facilidade com bolas altas. Quando o passe é C e você tem que jogar tight ends, ele é o tipo de jogador que entra nessa situação. grandes oportunidades, hoje Ana é uma das melhores atacantes do mundo e também uma das melhores sacadoras”, disse o treinador.

O jogo contra o Canadá foi o retorno oficial de Ana Cristina ao Brasil. Ele jogou a primeira semana do VNL 2023, mas enquanto se preparava para a segunda fase do torneio lesionou o menisco do joelho direito e precisou ser operado, sendo afastado desde então. Zé falou sobre a importância do retorno do craque carioca ao time.




(

Foto: FIVB/Olimpíadas Diariamente

“Acho que ele agregou muito ao time. O time fica mais seguro e mais forte com esse tipo de jogador. Tem hora que você simplesmente não consegue jogar com velocidade porque o passe e a defesa não dão essa qualidade. Logo, Vamos começar encontrando equipes que têm bloqueios triplos o tempo todo.

Você clicou nele? Ligue para Ana

Ana Cristina marcou 20 pontos contra o Canadá, sendo 17 no ataque, um no bloco e dois no serviço. Maior artilheiro brasileiro do jogo, ele começou o jogo como titular e nunca mais saiu de campo. O marcador foi muito utilizado pelos levantadores Macris e Roberta em momentos de instabilidade do time, e de fato seu nome repercutiu no Maracanazinho.

“Uma coisa boa sobre ele é que ele está muito confiante. Ele sabe o que está fazendo e do que é capaz. .Esse jogo eles deram essa desvantagem para ele, se você quiser, ele vai te dar várias opções e acredite que ele consegue por perto.

Agora, o Brasil volta a enfrentar a Coreia do Sul pela Liga das Nações de Vôlei Feminino, na quinta-feira (16), às 14h, também no Maracanazinho. Depois, na sexta-feira (17), às 21h, é a vez do time contra os Estados Unidos. Por fim, no domingo (19), às 10h, a seleção enfrenta a Sérvia numa reedição da final da última Copa do Mundo.

Fonte