A época do senador Washington Rodríguez como Chefe do Comando Técnico dos Panteras Negras em 1995




Foto: Reprodução – Legenda: Trio Romário-Sávio-Edmundo comandará o Flamengo ao lado de Apoliño / Jogada10

O ex-atacante Romário conviveu próximo de Washington Rodríguez, o eterno Apoliño, falecido nesta quarta-feira (15), vítima de câncer. Foi em 1995 que o craque deixou o Barcelona e voltou ao futebol brasileiro como tetracampeão mundial. Durante seu contrato com o Flamengo, Baisinho treinou o ex-comentarista.

“Um cara destemido, um cara corajoso, um cara sério, um cara que está sempre pronto para ajudar as pessoas, não importa o que aconteça, ele foi nosso treinador. Posso dizer que ele foi um pai para todos na época que vivemos”. disse em entrevista à CBN.

Em 1995, o radialista, apaixonado pelo Flamengo, aceitou o convite do então presidente Kleber Leyte e assumiu o cargo de técnico do Rubro-Negro. No ano 100, o time teve o ataque dos seus sonhos com Sávio, Romário e Edmundo, mas o Brasil terminou na 21ª colocação. Três anos depois, ele voltou e assumiu a direção de futebol.

Por fim, cabe destacar que foi o locutor Celso Garcia quem lhe deu o apelido de Apoliño, em referência ao equipamento utilizado pelos astronautas na missão Apollo 11 à Lua, que se tornou a eterna marca registrada do radialista.

“Claro que esse período que vivemos com ele, e eu pessoalmente falo por mim, aprendi muito com ele. Quero resumir aqui e dizer que esse cara foi uma lenda na vida dele”, finalizou Baysinho.

Siga Jogada10 nas redes sociais: Twitter, Instagram d Facebook.



Fonte