Os dois modelos foram presentes pessoais do então CEO da Ferrari, Jean Todt.

Oito relógios pertencentes ao heptacampeão mundial de Fórmula 1, Michael Schumacher, foram vendidos por US$ 4,25 milhões (US$ 21,9 milhões) em um leilão em Genebra, na Suíça. Informações do jornal “O Globo”.




Foto de : Lance!

Os dois relógios foram presentes personalizados que o piloto alemão recebeu do então CEO da Ferrari, Jean Todt. O modelo Vagabondage da marca FP Journe foi vendido por US$ 1,6 milhão (US$ 8,2 milhões) em homenagem aos sete títulos de Schumacher.

O piloto alemão era colecionador de relógios até sofrer um acidente de esqui em dezembro de 2013. Schumacher não foi visto em público desde então e sua foto não foi publicada nos últimos 10 anos.

No final de 2014, um amigo alemão, o ex-piloto Philipp Streiff, disse depois de vê-lo que Schumacher havia apresentado “alguma melhora”, mas ainda estava paralisado, em cadeira de rodas e com graves problemas de fala e memória.

Fonte