Ele discordou da prática de que a primeira aula em muitas escolas públicas em todo o estado é muitas vezes “morta” pelos professores e ameaçou lidar severamente com qualquer professor pego em abandono do dever.

O Governo do Estado de Lagos alertou que não tolerará mais professores ou escolas que não utilizem uma hora extra após o horário oficial de encerramento para aulas extras pagas pelos alunos.

O comissário estadual do ensino básico e secundário, Tsomiu Tolani Alli-Balogun, fez a afirmação durante a encomenda do bloco de salas de aula e mobiliário do complexo da escola secundária com o nome de Amuwo-Odofin.

A Nação relata que Alli-Balogun disse que as horas extras são destinadas a atividades extracurriculares e os alunos devem participar de algumas dessas atividades sociais e clubes, como Cruz Vermelha, Crescente Vermelho, Escoteiros, Brigada de Meninos/Meninas, Clube STEM, Redação e Debate Club e muitos outros, para garantir o seu desenvolvimento holístico.

Ele discordou da prática de que a primeira aula em muitas escolas públicas em todo o estado é muitas vezes “morta” pelos professores e ameaçou lidar severamente com qualquer professor pego em abandono do dever.

“Termine seu trabalho no horário entre 8h e 14h, reserve uma hora extra para leitura ou atividades extracurriculares. Não aceitaremos mais a utilização desse tempo para mensalidades extras em nossas escolas. por dinheiro para qualquer coisa. disse o comissário.

Fonte