O locutor morreu de falência múltipla de órgãos em um hospital de São Paulo

16 de maio
2024
– às 11h24

(atualizado às 11h33)




Foto: Esporte News Mundo

O papel dos esportes Sílvio Luiz, morreu nesta quinta-feira (15), aos 89 anos, de falência múltipla de órgãos. O locutor ficou afastado dos microfones após sofrer um derrame durante a cobertura da partida do Paulistano entre Palmeiras x Santos, no Record. Ele voltou para casa, mas adoeceu novamente e foi hospitalizado novamente. Luiz estava internado na UTI do Hospital Osvaldo Cruz, em São Paulo, desde o dia 8 de maio. Em nota, o hospital informou que o narrador faleceu às 9h40.

Silvio Luiz foi um dos locutores mais famosos do Brasil e é imortalizado por seus bordões, “olho na bala”, “pelo amor dos meus filhinhos”, “pela barba do profeta”, “jogou a bola no meio”. do pagode” e pela forma de expressar o objetivo, “era o que era”.

O locutor supera os obstáculos do futebol real e os jogadores de futebol virtuais também lembram. Silvio Luiz foi a principal voz dos brasileiros no PES 2010 ao PES 2016.

VIDA E PROFISSÃO

Nascido em 14 de julho de 1934 em São Paulo, Silvio desenvolveu interesse por esportes ainda criança, por influência de sua mãe, Elizabeth Darcy, uma das pioneiras da transmissão esportiva na Rádio Tupi. Sua carreira começou na Rádio São Paulo em 1952, onde cantou e participou de óperas radiofônicas. Depois disso, tornou-se repórter da Rádio Record.

Na televisão, sua trajetória começou na antiga TV Paulista, em 1952, onde se destacou como o primeiro repórter da área de televisão esportiva do Brasil. Depois mudou para a Record TV e formou o primeiro time esportivo do canal.

Além da atuação como jornalista, Silvio Luiz também foi árbitro de futebol e formou-se em 1965 pela Escola de Árbitros da Federação Paulista de Futebol. Trabalhou como árbitro até a década de 1970 e foi um dos assistentes deste jogo. Em janeiro de 1970 foi inaugurado o “Estádio do Morumbi”.

Conhecido pela irreverência e bordões memoráveis, Silvio Luiz deixou sua marca nas transmissões esportivas, tornando-as mais leves e divertidas. Foi também um pioneiro que em 1953 protagonizou o primeiro palavrão da televisão brasileira durante uma entrevista.

Silvio Luiz narrou seis Copas do Mundo e nove Olimpíadas, além de programas esportivos em diversas emissoras, incluindo Grupo Bandeirantes, Record, SBT e RedeTV!. Já foi premiado diversas vezes, incluindo dois Prêmios Aceesp e o Prêmio Comunique-se de melhor emissora esportiva.

Fonte