“Meu coração está com todos os afetados pelas enchentes no Brasil”, escreveu o piloto.

Conclusão
Lewis Hamilton, dono de 7 títulos de Fórmula 1, recorreu às redes sociais para pedir doações ao Rio Grande do Sul devido aos danos causados ​​pelas chuvas. Segundo a Defesa Civil, 149 pessoas morreram, 122 pessoas estão desaparecidas e 538.245 pessoas estão desabrigadas.




Hamilton apoiou o RS

Hamilton apoiou o RS

Foto: Reimpressão/Instagram/Lewis Hamilton

Piloto Lewis hamiltonperguntou Mercedes nesta segunda-feira, 13, pelas redes sociais doações para Rio Grande do Sul. Nas últimas semanas, o estado foi assolado por chuvas e consequentemente enchentes.

Através dos stories do Instagram, o heptacampeão mundial de Fórmula 1 postou uma foto do que está acontecendo lá e postou um site de doações para o ACNUR, uma agência da Organização das Nações Unidas (ONU).

“Meu coração está com todos os afetados pelas enchentes no Brasil. Se puder, junte-se a mim no apoio a essas pessoas corajosas que estão ajudando as pessoas afetadas por este desastre”, escreveu Hamilton.


Na semana passada, o piloto britânico já havia postado uma mensagem de apoio ao povo gaúcho: “Meu coração está com todos no Brasil afetados por esta tempestade”, escreveu ele na época.

Cidadão Honorário do Brasil

Hamilton tem uma ligação especial com o Brasil. Em novembro de 2022, o heptacampeão foi agraciado com o título de cidadão honorário do país em reunião solene da Câmara dos Deputados no Brasil.

Mais suporte que F1

Além de Hamilton, Max Verstappen, da Red Bull, foi outro piloto de apoio ao Rio Grande do Sul, em relação a Kelly Piquet, filha do ex-piloto Nelson Piquet, o holandês doou sua camisa de assinatura para ser leiloada com o dinheiro arrecadado. foi transformado em estado.

A situação no Rio Grande do Sul

Em boletim divulgado no início da noite desta terça-feira, 14, a Defesa Civil do Estado elevou para 149 o número de mortos nas enchentes. Além dos mortos, 122 pessoas estão desaparecidas e 538.245 pessoas estão desabrigadas.

Dos 497 municípios gaúchos, 446 foram afetados desde o início das chuvas, no dia 29 de abril.



Fonte