Os pilotos do Autódromo Enzo e Dino Ferrari realizaram uma corrida a pé em homenagem ao brasileiro.

Uma imagem curiosa na homenagem chamou a atenção Ayrton Sennanesta quinta-feira, 16, antes do GP da Emília-Romanha de Fórmula 1no Autódromo Enzo e Dino Ferrari, às nós fomosonde o Brasil sofreu um acidente fatal em 1994. Entre os participantes, Max Verstappenda Red Bull, d Valtteri Bottasdo Steak, foram os únicos que não vestiram uma camisa especial para homenagear o tricampeão mundial.

Enquanto o holandês, genro do arquirrival de Senna, Nelson Piquet, vestia suas roupas esportivas habituais, Feeney vestiu seu equipamento de ciclismo.

Apesar de vestir a camisa, Verstappen foi um dos pilotos que segurava a bandeira do Brasil na foto de homenagem.

O evento da tarde, organizado pelo ex-piloto Sebastian Vettel, contou com pilotos de F1, F2 e F3 correndo a pé pelo circuito italiano. Mas alguns percorreram esse caminho de bicicleta ou scooter.

Além de Senna, a prova também homenageou o austríaco Roland Ratzenberger, que morreu um dia antes do brasileiro em acidente durante o treino classificatório para o GP de San Marino.

Para lembrar os dois pilotos, eles usaram camisas amarelas com listras azuis e verdes e os dizeres “Forever Senna”. Nas mãos traziam pulseiras vermelhas e brancas, que eram as cores da bandeira austríaca.

A F1 não divulgou os nomes dos pilotos que estiveram na festa. No entanto, Oscar Piastri, da McLaren, e Kevin Magnussen, da Haas, não foram vistos nas fotos da corrida.




Os pilotos Ayrton Senna e Roland Ratzenberger foram homenageados

Os pilotos Ayrton Senna e Roland Ratzenberger foram homenageados

Foto: Reimpressão/X/F1



Fonte