O técnico de 39 anos diz que a pressão é grande, mas está pronto para substituir Leo Conde




Foto: Victor Ferreira / ECV – Legenda: Thiago Carpini em seu primeiro treino em Vitória / Jogada10

O técnico Thiago Carpini chegou a Salvador na manhã desta quinta-feira para assumir o comando do Vitória e já começou a correr. À tarde, ele conduziu seu primeiro treino e se conheceu. Em entrevista coletiva, aliás, ele falou sobre sua meta para o resto do ano.

“Não gosto de vender sonhos, gosto de trabalhar com a realidade. Temos que trabalhar com a nossa constante e depois sonhar com coisas maiores. Campanha de reconstrução, entendemos isso perfeitamente. O sonho da torcida é igual ao nosso, responder, vencer e se classificar para a Sul-Americana ou para a Libertadores. Agora não tem comissão da casa nem quem veio, é Vitória”, disse Carpini.

Pressão na equipe

O técnico substitui Leo Conde, que não conseguiu superar o péssimo início do Brasil. Afinal, nos cinco jogos disputados, Leão perdeu quatro jogos e empatou um. Thiago Carpini está pressionando e a equipe precisa mudar a situação.

“No Juventude sim, houve pressão para chegar. Está em todo lugar. Futebol é pressão. Todo clube tem uma certa pressão. Vivo o futebol há cinco anos nesta nova função, mas a minha vida está no futebol. Estou acostumado com isso. Esperamos que esses momentos não aconteçam, mas é difícil. Nos momentos de crítica, devemos respeitar e aprender com os erros. O carregamento está em todo lugar. Assumi o Guarani em uma situação muito delicada no meu primeiro emprego e pude continuar trabalhando até chegar aqui. Sabemos que será difícil, mas juntos podemos superar estes insultos”, afirmou.

Siga Jogada10 nas redes sociais: Twitter, Instagram d Facebook.



Fonte