Estreia com vitória! O Brasil iniciou sua jornada na VNL 2024 derrotando o Canadá, por 3 sets a 1 (26/24, 23/25, 26/24 e 25/12), na noite desta terça-feira (14), no Maracanazinho, no Rio de Janeiro ( RJ) começou. ). Ana Cristina foi o destaque do jogo com 20 pontos. O Brasil volta a atuar contra a Coreia do Sul, pela Liga das Nações de Vôlei Feminino, na quinta-feira (16), às 14h.

Com 14 jogadores, o técnico José Roberto Guimaras iniciou o jogo com Gabi, Diana, Makris, Ana Cristina, Rosamaria e Naime (da esquerda). Na última rodada dos três primeiros sets, Kisi e Roberta também entraram na partida. Eles permaneceram em campo no quarto tempo e assim permaneceram até o final.

Ana Cristina foi eficaz nos ataques, também bloqueou e também teve bons passes de serviço. No total, ele marcou 20 pontos e foi o artilheiro do Brasil. Depois apareceu Gabi e marcou 13 pontos. Diana e Rosamaria marcaram 12 pontos. Julia Cudiess, Kisi (8) e Makris (1) também marcaram. Do lado canadense, Gray marcou 2 pontos, Gray marcou 23 pontos e Van Ryck marcou 18 pontos.

sequência em VNL

Já com vaga garantida nos Jogos Olímpicos Paris 2024, o Brasil usará a Liga das Nações como teste antes do megaevento. A VNL reúne 16 grandes times de todo o mundo, que disputarão 12 partidas durante a primeira fase – três partidas em cada fase. Os sete primeiros colocados da classificação geral, além da Tailândia (país-sede), disputarão a fase final, que será disputada em Bangkok a partir do dia 20 de junho, em sistema de mata-mata direto.




(

Foto: FIVB/Olimpíadas Diariamente

A seleção feminina de vôlei do Brasil passa a primeira semana do VNL no Maracanazinho. Após a vitória sobre o Canadá, a seleção volta à ação na quinta (16) para enfrentar a Coreia do Sul, às 14h. Um dia depois, na sexta-feira (17), o Brasil enfrenta os Estados Unidos, às 21h. Por fim, no domingo (19), a equipe comandada por José Roberto Guimaras encerrará a semana da Liga das Nações em duelo com a Sérvia, atual campeã mundial, às 10h.

Como foi o jogo?

O Canadá marcou primeiro, mas o Brasil rapidamente assumiu a liderança. Ambas as equipes começaram a trocar pontos e nenhuma das equipes sofreu até 7/7, quando o Brasil marcou três pontos consecutivos liderado por Ana Cristina. Em seguida, o time verde e amarelo pegou o placar nas mãos e chegou ao placar 21/17. O Canadá respondeu e empatou em 23/23.

Na resposta do Canadá, Zé Roberto reverteu o 5×1 com Roberta e Kisi substituindo Makris e Rosamaria, mas reverteu a mudança quando a seleção canadense empatou. A volta dos jogadores afetou a quadra e o Brasil conseguiu recuperar a liderança e fechar o set com o placar de 26/24. Ana Cristina, principal nome no início do jogo, foi a responsável pelo shutout parcial após pequena recuperação.

O segundo set também teve tom equilibrado, mas desta vez o Canadá saiu na frente. A seleção norte-americana manteve a vantagem de dois pontos durante a maior parte do período, até que o Brasil respondeu e assumiu a liderança por 17/16. O time verde e amarelo voltou a dar a virada quando entrou em campo o returno 5×1, aos 23/22. O Canadá ficou na frente e empatou o set em 25/23.

Brasil ataca mas vence

O Brasil voltou com tudo no terceiro tempo e conseguiu abrir vantagem de 13/7. A partir daí, Ana Cristina teve dificuldades para virar a bola e cometeu erros de recepção que empataram o Canadá em 15/15. Zé Roberto voltou a fazer o 5×1 e dessa vez deu certo. O Brasil chegou aos 18/15 com bom passe de Ana Cristina.

A equipe ainda liderava por quatro pontos e conseguiu dois pontos, mas perdeu ambos. O Canadá empatou o placar e mais uma vez forçou uma “perda de dois”. Roberta foi eficaz no saque e deu a vitória ao Brasil por 26/24. Aliás, Roberta e Kisi permaneceram em campo para o quarto set, que teve um tom diferente. O Brasil dominou desde o início e venceu por 25/12.

Fonte