A FIFA confirmou que a primeira Copa do Mundo Feminina de Clubes acontecerá em janeiro e fevereiro de 2026.

O torneio de 16 equipes acontece a cada quatro anos, com a primeira edição acontecendo dentro de 20 meses, em um país anfitrião ainda a ser confirmado.

A decisão foi tomada na quarta-feira, em reunião do Conselho da FIFA em Bangkok, na Tailândia.

Uma nova competição mundial para o futebol feminino está a mais de uma década de distância, com o presidente da FIFA, Gianni Infantino, dizendo que deseja que ela seja realizada até 2019 “o mais rápido possível”.

Resta saber como as seleções se classificarão para o novo Mundial de Clubes e a FIFA quer que todas as regiões do jogo estejam representadas, mas lembre-se que as melhores seleções vêm da Europa, América do Norte e América do Sul.

O Barcelona é o atual campeão europeu, com o NJ/NY Gotham FC o atual campeão da NWSL e o time brasileiro Corinthians o detentor da Copa Libertadores Femenina.

Também foi aprovado o novo calendário de jogos internacionais do lado feminino para os anos 2026-2029 com redução do número de janelas internacionais de seis para cinco.

O objetivo é dar aos jogadores mais descanso com menos viagens e interrupções nas ligas nacionais, já que o bem-estar dos jogadores e a carga de trabalho geral da Copa do Mundo Feminina de 2027 e do torneio olímpico de 16 seleções nos Jogos de Los Angeles em 2028 são temas quentes. .

Também foi anunciado que haveria um torneio adicional da FIFA menor em anos não relacionados à Copa do Mundo de Clubes.

Depois de fazer o anúncio, Infantino disse: “O calendário internacional feminino e novas reformas nos nossos regulamentos são um passo importante no nosso compromisso de levar o futebol feminino para o próximo nível, aumentando a competitividade do futebol feminino em todo o mundo, especialmente nestas regiões”. . menos desenvolvido e protege o bem-estar dos jogadores.

“Seria útil acordar antecipadamente um calendário para fins de planejamento.”

(Lars Baron/Imagens Getty)

Fonte