47 suspeitos de terrorismo pertencentes ao Boko Haram e ao Estado Islâmico da África Ocidental (ISWAP) renderam-se às 403 forças anfíbias da Força-Tarefa Conjunta Multinacional MNJTF, Setor 3, Nigéria.

Isto foi confirmado pelo tenente-coronel. Abubakr Abdullahi, chefe militar de informação pública em Nchamena, Chade.

Ele disse isso em um comunicado na quinta-feira em Maiduguri.

Abdullahi disse que este grupo inclui 7 homens, 9 mulheres e 31 crianças.

Ele disse que as famílias retornaram para Kwatan Turare e Doron Baga, área do governo local de Kukawa, Borno, Nigéria, após vários anos sob o domínio dos terroristas.

Ele revelou que durante a investigação inicial foi revelado que os rendidos conseguiram escapar de Sharama, localizado no Lago Chade.

Segundo ele, entre os que se renderam estava Mallam Muazu Adamu, conhecido lutador da ala do Jamaat Ahli Sunna lid-Daawat wal-Jihad (JAS).

“Ele estava agindo sob o comando de Alai Gana e se rendeu junto com sua esposa.”ele disse.

Abdullahi disse que outros membros do grupo revelaram que estavam envolvidos em atividades agrícolas antes da decisão de fugir.

Segundo ele, entre os itens encontrados em seu poder estão roupas, cobertores, tábuas, panelas, frigideiras e outros itens pessoais.

Ele disse que as pessoas entregues estão atualmente sob custódia e investigações adicionais estão em andamento para esclarecer mais detalhes sobre suas atividades e afiliações.

Abdullahi disse que a MNJTF continua empenhada em manter a paz e a segurança na região da Bacia do Lago Chade.

“Este desenvolvimento é um passo nos esforços em curso para enfraquecer as capacidades operacionais dos grupos terroristas na região.

“A MNJTF encoraja aqueles que ainda estão envolvidos em actos de terrorismo a renderem-se e a aceitarem a paz” ele disse.

Fonte