O Flamengo venceu o Bolívar por 4 a 0 no Maracanã e o técnico Tite elogiou o desempenho do time, destacando principalmente a pressão na bola. Agora, o Rubro-Negro só precisa de uma vitória na última rodada contra o Millionarios, que joga em casa. Tite falou e elogiou a estratégia utilizada […]

16 de maio
2024
– 01:30

(atualizado às 01h30)




Foto de PABLO PORCIUNCULA/AFP via Getty Images

Foto: Esporte News Mundo

O Flamengo venceu o Bolívar por 4 a 0 no Maracanã e o técnico Tite elogiou o desempenho do time, destacando principalmente a pressão na bola. Agora, o Rubro-Negro só precisa de uma vitória na última rodada contra o Millionarios, que joga em casa.

Tite falou sobre a estratégia utilizada e elogiou o adversário. “A agressão foi fundamental no ataque ao adversário. Esta é uma equipa bem treinada, codificada e que não desiste do jogo. Sabíamos disso e sabíamos que a agressão pode criar oportunidades. de oportunidades. Concordo com o Everton, poderia ter sido um grande resultado, foi uma equipa que nos deu muito espaço.”

O técnico do Flamengo se recusou a falar sobre a suspensão do Brasil e a posição do Flamengo contra a decisão da CBF. “Não quero tocar nesse assunto, conscientemente não quero tocar nisso e na gestão externa. É a primeira vez que venho falar publicamente, todo meu amor, toda minha solidariedade, estou falando com eu e o Roger com minha família e as pessoas não sabemos a dimensão da tragédia, é muito fácil a gente ficar aqui agora, quem passa por isso e quem ouve a história das pessoas, é uma coisa que não consigo imaginar, não consigo medir… o que posso fazer com amor, com ajuda e minha participação em todas as formas de ajuda (respira fundo) é a capacidade de ajudar e apoiar, esse aspecto da liderança fala.

Questionado sobre a substituição precoce de De La Cruz, Tite voltou a falar sobre rodízio de times e desgaste físico. “Temos planejamento de curto, médio e longo prazo. Mas o meu é de curto prazo. Tenho que pensar no próximo jogo, planejamos a distribuição da carga. Planejamos o jogo no Amazonas. Sabíamos dessa informação. O atleta preciso de tempo para me recuperar física e mentalmente, não tenho outros planos.

Tite enfatizou que suas recentes ausências foram fatores que contribuíram para uma série de maus desempenhos e resultados flutuantes. “Ficamos sem o Arrassaeta, que voltou hoje. Ficamos sem o Cebola, agora ficamos sem o BH. Recuperamos o Gabi, o Eric, o Allan. É importante deixar os atletas nas melhores condições. A recuperação foi consistente nos dois jogos, mas é isso que se desenvolve parcialmente”.

Fonte