No campeonato Pan-Americano de para-esgrima, o Brasil dominou o enduro feminino. A prova começou quinta-feira no autódromo de 16 anos do Centro Brasileiro de Treinamento Paraolímpico (CPB), em São Paulo. Nas chaves A e B de armas, o país está representado no nível mais alto do pódio, com direito à final do Brasil em A. Além disso, a seleção masculina também conquistou a medalha de ouro e conquistou mais três medalhas.




esgrima Rayssa Veras

Foto: Raissa Veras (Esgrima Britânica) / The Olympics Daily

+ SIGA O NÃO OTD TwitterÉ FACEBOOK

No Grupo A, o Brasil dominou a competição feminina e terminou no pódio com todas as medalhas. Raissa Veras e Fabiana Soares tomaram decisão em que a primeira venceu por 15 a 10. Além disso, Carminha Oliveira também perdeu para Veras nas semifinais e conquistou a medalha de bronze.

No enduro B feminino, Mónica Santos também subiu ao pódio. Ele ganhou uma medalha de prata. Na decisão nos pênaltis contra o canadense Trinity Louthian, o brasileiro perdeu por 15 a 6. Francia Rojas da Venezuela e Ksenia Ovsyannikova da Costa Rica conquistaram medalhas de bronze.

a espada de um homem

Além da seleção feminina, a seleção masculina de sabre também sagrou-se campeã do Campeonato Pan-Americano de Paraesgrima. Para subir ao pódio, a seleção brasileira venceu o América na decisão.

O trio campeão do sabre foi formado por Alex Sandro Souza, Kevin Damasseno e Vanderson Chavez. Eles precisaram apenas de dois jogos para conquistar a medalha de ouro. Na semifinal de estreia, derrotou facilmente a Venezuela por 45-12. Contra a América do Norte, o duelo foi muito equilibrado. Os rivais chegaram a 39 a 40 no penúltimo jogo, mas Damasceno marcou 6 a 0 contra Willian Schoenover e conquistou o título brasileiro por 45 a 40.

Os meninos também disputaram o Campeonato Pan-Americano individual de paraesgrima e também conquistaram medalhas. No enduro masculino, Kevin Damasseno e Alex Sandro Souza ficaram com o bronze após perderem para o argentino Carlos Freitas e o canadense Ryan Roussel nas semifinais. No sabre-B, Vanderson Chaves terminou em segundo na decisão após ser derrotado pelo norte-americano Noah Hanssen.



Fonte