O analista da TNT e “Inside the NBA”, Charles Barkley, está “100 por cento” preocupado com o futuro da TNT com a NBA, disse ele em um programa de rádio ESPN Chicago na terça-feira.

A TNT Sports está lutando contra a NBC pela peça final do próximo acordo de direitos televisivos da NBA. Amazon Prime Video e ESPN/ABC já têm contratos em vigor que devem durar pelo menos uma década, e o contrato atual da TNT com a NBA expira após a temporada 2024-25.

Quando questionado sobre o futuro de “Inside the NBA”, Barkley, que faz parte do programa desde 2000, disse que os envolvidos no programa de estúdio “não têm ideia do que vai acontecer”.

“Podemos perdê-lo. Sinto-me muito mal pelas pessoas com quem trabalho. É brutal”, disse ele a Tom Waddle e Mark Silverman, da ESPN Chicago. “Todo mundo está morrendo de medo”.

“Inside the NBA” foi ao ar pela primeira vez em 1989 e se tornou uma instituição de transmissão da NBA. A atual formação do estúdio – Barkley, Ernie Johnson, Kenny Smith e Shaquille O’Neal – está junta desde que O’Neal entrou em 2011. Johnson apresenta o programa desde 1990, enquanto Smith ingressou em 1998.

A TNT Sports transmite a NBA há quase quatro décadas.

Espera-se que qualquer acordo com a TNT ou NBC inclua uma final de conferência por temporada, em comparação com o acordo atual da TNT. Espera-se que ambas as redes continuem transmitindo o All-Star Game anual. O preço pedido é de US$ 2,5 bilhões por temporada.

Barkley continuou dizendo que acha que é “50-50” que a TNT perderá uma parte do acordo de direitos de mídia com a NBC, embora ele espere que o histórico de parceria da rede com a liga seja benéfico. A TNT detém os direitos de transmissão dos jogos da NBA desde 1989.

“Você pensaria que se estivesse perto de uma guerra de lances, teríamos o benefício da dúvida”, disse ele, “mas é claro que isso não vai acontecer”.

Leitura obrigatória

(Foto: Rich Fury/Getty Images)



Fonte