Entidade publica notas de luto pela morte de dois ícones do jornalismo esportivo brasileiro como comentaristas e narradores.




Foto: Video Replay – Legenda: Antero Greco durante sua gestão como apresentador do Sportcenter da ESPN/Jogada10

A CBF, que já havia homenageado Washington Rodríguez, divulgou comunicado sobre as mortes dos jornalistas Antero Greco e Silvio Luiz, que, assim como Apoliño, faleceram nas últimas horas. Ambos representavam a mídia esportiva brasileira. Os primeiros anos foram mais famosos como apresentador e comentarista dos canais ESPN. Além disso, mais de 40 anos na mídia impressa do Estadão. Enquanto o segundo se destacou como narrador.

Antero Greco morreu na madrugada da última quarta-feira para esta quinta-feira (16) em decorrência de um tumor cerebral. Silvio Luiz confirmou sua morte esta manhã por falência múltipla de órgãos. Confira os registros da CBF para seus obituários.

Homenagem da CBF a Antero Greco

Um dos maiores jornalistas de sua geração, dono de um estilo próprio, que mesclava humor, senso crítico e acima de tudo lealdade, Antero Greco morreu nesta quinta-feira (16), aos 69 anos, vítima de um tumor cerebral. Ele ficou meses internado no Hospital Beneficência Portuguesa, em São Paulo, para tratamento.

ESTADÃO E ESPN

Antero teve visibilidade na imprensa escrita e na televisão. Trabalha no Jornal O Estado de S. há mais de quatro décadas. Paulo e trabalhou durante vários anos em colaboração com Paulo Soares, Amigão responsável pelo programa SportsCenter da ESPN.

Cobriu diversos campeonatos mundiais, Olimpíadas e outros eventos internacionais. Ele nunca escondeu sua paixão pelo Palmeiras e os títulos recentes do clube serviram de bálsamo para que ele lutasse pela vida.

AMO FUTEBOL

“A CBF lamenta o falecimento de Antero Greco, um dos maiores jornalistas do Brasil. Sua trajetória profissional e seu amor pelo futebol foram marcantes. Neste momento, a CBF envia suas condolências aos seus familiares e amigos”, disse o presidente da CBF. , Ednaldo Rodríguez.

Devoto de São Francisco de Assis, casado com Leila, com quem teve dois filhos, Antero era uma coleção de imagens do santo nascido em família nobre que escolheu uma vida sem recursos materiais pelos mais pobres.

No Estadão, Antero foi revisor, repórter, colunista e editor. Atuou como gestor com zelo e profissionalismo, atuou como mediador. Filho de imigrantes italianos, não tolerava injustiças e praticava a solidariedade como hábito diário.

ORAÇÃO PELO SUCESSO

Em colaboração com Amigão, trabalha há mais de 20 anos em uma das duplas de maior sucesso e durabilidade da televisão brasileira. Ambos discutiram de forma desapaixonada assuntos relacionados ao esporte, sem abandonar o profissionalismo, com foco jornalístico nos casos.

Antero formou-se em jornalismo pela USP e também trabalhou na Folha de S.Paulo, na Band e no extinto jornal Popular da Tarde. O jornalista escreveu dois livros: “Seleção Nunca Vista” e “A Goleada”. Ele adorava literatura e adorava presentear bons livros com seus amigos.

A mensagem de despedida do jornalista será realizada no Cemitério do Redentor, em São Paulo, na tarde desta quinta-feira. O funeral está marcado para as 16h00.

Sílvio Luiz

A CBF lamenta a morte do comentarista esportivo e ex-campeão Silvio Luiz, de 89 anos, nesta quinta-feira (16).

Silvio Luiz está com problemas de saúde desde o dia 7 de abril, quando passou mal durante a cobertura da final do Paulistano. Ele ficou sob observação e cuidados médicos por 23 dias. No dia 11 de maio, foi readmitido no Hospital Oswaldo Cruz, em São Paulo, onde faleceu.

“Silvio Luiz era um verdadeiro jornalista. Além de saber tudo sobre esportes, sempre nos divertia e nos encantava com suas histórias. A CBF se solidariza com seus familiares e amigos neste momento de dor”, afirmou o presidente da CBF, Ednaldo Rodriguez.

Silvio Luiz Perez Machado de Souza nasceu em 1934 em São Paulo. Antes de iniciar a carreira como jornalista e comentarista esportivo, foi árbitro de futebol e atuou no final dos anos 60 e início dos 70.

Amor pelo futebol

Cobriu diversas Copas do Mundo e foi uma das vozes mais importantes do jornalismo esportivo do país. Além disso, seus bordões conquistaram público e fãs em todo o Brasil, incluindo “Olho no lance”; “Pela barba do profeta” e “Pelo amor dos meus filhos”.

Seu último trabalho foi na Record TV, onde foi responsável por promover a transmissão dos jogos do Campeonato Paulista com atitude irreverente ao lado dos humoristas Carioca e Bola.

É casado com a cantora Márcia e tem três filhos: Alexandre, Andréa e André.

Siga Jogada10 nas redes sociais: Twitter, Instagram d Facebook .



Fonte