Ídolo do Corinthians perdeu título e vê mudança de cenário

Era um Cássio no Corinthians pode terminar em julho. O goleiro de 36 anos é um dos líderes do time, mas perdeu o posto de titular absoluto. Carlos Miguel nos últimos jogos e pode levá-lo a deixar o clube este ano. O principal interessado no arqueiro é o Cruzeiro.

A seleção mineira, que atualmente tem Alexandre Mattos como diretor de futebol, vê com satisfação a contratação de Cássio pela repercussão positiva. O clube ofereceu ao goleiro um contrato de três anos e o jogador provavelmente aceitará a oferta, pois acredita que uma mudança de cenário seria bem-vinda. A decisão deve ser anunciada ainda esta semana.

Cássio tem sido alvo de críticas de torcedores nos últimos jogos em que defendeu o gol alvinegro e fez declarações duras sobre a situação do clube. Desde então, o camisa 12 fica no banco de reservas nos jogos do time sob orientação do técnico Antonio Oliveira.

O treinador ainda falou sobre esse assunto na entrevista coletiva após a vitória Argentinos Juniores na terça-feira. “Ele é um grande goleiro, o maior ídolo da história do clube e isso não vai desaparecer. Ficará gravado nas páginas douradas do clube”, afirmou o treinador.

Antonio Oliveira afirmou ainda que não interferirá na decisão sobre o futuro do atleta. O atual contrato do goleiro com o Corinthians vai até dezembro de 2024, e os alvinegros não devem interferir nas negociações com Kruse. Porém, o desejo do clube paulista é ter o goleiro no elenco até o final de 2025.

“Essas questões serão resolvidas entre a Diretoria e o Cássio, que sabem melhor do que ninguém como dar uma solução melhor para a situação. Um dia morrerei feliz em dizer que fui mentor do Cássio.” É preciso dizer que o Sky Club quer ter um arqueiro nesta temporada. Como resultado, o negócio foi concluído na abertura da janela de transferências de médio prazo.

Cássio é aplaudido de pé na Arena Neo Química

O Corinthians venceu o Argentinos Juniors por 4 a 0 pela 5ª rodada da fase de grupos do Campeonato Espanhol. Copa Sul-Americana e o avanço para as fases decisivas da competição estava garantido. Apesar da vitória e da classificação, a questão principal na Arena Neo Química após o jogo, o goleiro foi Cássio.

O ídolo corintiano foi aplaudido de pé pela torcida antes do apito inicial e seu nome também foi entoado nas arquibancadas da arena na saída do campo. O jogador agradeceu o apoio, mas não comentou os próximos passos da carreira. “Converso quando chegar a hora”, disse o goleiro ao passar pela zona mista.

No entanto, os alvinegros elogiaram o goleiro ao discutir a potencial transferência de Cássio para o Cruzeiro. O atual titular, Carlos Miguel, agradeceu o cargo de sócio e solicitou. “Se jogo hoje também é graças a ele. Ele é como um pai para mim, um cara que cuida de todo mundo. A decisão (que o Cássio tomou) eu não sei, não cabe a ele. a todos estou muito grato pela coisa aqui e peço para ele ficar”, disse.

Yuri Alberto enfatizou que Cássio é um “grande líder”. “Seja qual for a decisão que ele tomar, se ele estiver feliz com a família, essa será a decisão mais importante. Se ele ficar, ficarei muito feliz porque é um cara que sei que vai me ajudar muito nesse desenvolvimento. tenho, é um líder que demonstra muita confiança nos jogos e nos treinos”, disse o atacante.

Defensor Caçando também destacou a atuação principal do goleiro de 36 anos no time corintiano. “Ele sabe que é um ídolo, sabe o quanto é importante aqui. O quanto são importantes suas palavras no vestiário. Cássio sabe que é importante”, afirmou o zagueiro.

Cássio ingressou no Corinthians em 2012 e disputou 712 partidas pelo clube, conquistando nove títulos: Campeonato Paulista em 2013, 2017, 2018 e 2019 Campeonato Brasileiro em 2015 e 2017, Copa Libertadores 2012, ou Mundial de Clubes em 2012 e Taça porta-copos em 2013.

O último jogo do arqueiro como titular pela equipe do técnico Antonio Oliveira foi no dia 23 de abril, na derrota do Corinthians para o Argentinos Juniors, fora de casa, pela Copa Sul-Americana.

Fonte