A Polícia Civil, por meio da 1ª Delegacia de Polícia Civil de Naviraí, deflagrou ontem, 13/06, a Operação “DI MENOR”, com o objetivo de dar cumprimento à mandados de internação de adolescentes infratores na cidade de Naviraí-MS. A ação contou com a participação de três equipes locais.

Foram dados cumprimentos a dois mandados de internação de adolescentes em confronto com a lei e a três mandados de busca e apreensão domiciliar. A operação foi deflagrada após diversas investigações de atos infracionais análogos aos crimes de roubo, furto e tráfico de drogas, praticados por adolescentes.

Assim, visando cumprir o seu papel na repreensão a crimes, a Polícia Civil intensificou as investigações e conseguiu identificar os adolescentes, demonstrando a reiteração delituosa destes, que juntos são responsáveis por mais de 50 procedimentos em andamento na 1ª Delegacia de Naviraí.

Após os levantamentos feitos pelas equipes de investigação, a autoridade policial representou pela internação dos adolescentes, sendo esta deferida pelo Poder Judiciário local. Os adolescentes apreendidos foram encaminhados até à delegacia, devendo posteriormente passar por audiência de apresentação, para que possam dar entrada na Unidade Educacional de Internação (UNEI).

Além do cumprimento da internação, também foi realizada busca e apreensão domiciliar na residência de um dos adolescentes, sendo localizado cerca de 355,6g de maconha. No período da tarde, em continuidade à operação, também foram cumpridas buscas em pontos de vendas de drogas, localizados no centro da cidade, que eram administrados pelos adolescentes.

Num dos locais foi localizado cerca de R$ 500,00, quatro porções de cocaína pesando 1,1g, seis porções de maconha e dois aparelhos celulares. Um indivíduo de 21 anos foi preso por tráfico de drogas (relacionado a induzir, instigar ou auxiliar alguém ao uso indevido de droga), e um adolescente de 17 anos foi conduzido para prestar esclarecimentos.

A Polícia Civil informa que ainda há outros adolescentes identificados em outros crimes e novos pedidos de internações podem ocorrer.

Informações e denúncias podem ser realizadas via WhatsApp por meio do número: (67) 3461-1215.

 
Publicado por: Keila Flores