A Polícia Civil cumpriu nesta terça-feira, 31/05, mandados de busca domiciliar e de prisão preventiva, no município de Dourados-MS. As ações foram desenvolvidas por equipes da Seção de Investigações Gerais (SIG), da 1ª Delegacia de Dourados e também da 2ª Delegacia.

Durante os trabalhos, duas mulheres foram presas, sendo uma de 35 e outra de 53 anos de idade. Elas irão responder pelo crime de tráfico de drogas. De acordo com as informações levantadas, as investigações feitas pela Polícia Civil apontaram que as autoras, mãe e filha, ambas residentes no Bairro Cachoerinha, em Dourados-MS, eram as responsáveis em despachar drogas por transportadoras para outros Estados, utilizando notas “fiscais frias”.

A investigação se iniciou porque no dia 02.05.2022, por volta das 18h40min, no Posto da PRF, situado no Km 267 da Rodovia BR 163, em Dourados, policiais rodoviários federais abordaram o ônibus à serviço da Viação Motta fazendo a linha Dourados-São Paulo. No compartimento de bagagens, com o auxílio de cão farejador, os policiais encontraram uma caixa contendo 30 tabletes de maconha envoltos em bexigas, pesando 24,100 kg. A nota fiscal, que embasava o transporte, especificava um cabeçote de motor, emitida para uma pessoa com domicílio em São Paulo-SP.

As apurações evidenciaram que as autoras despachavam significativa quantidade de droga para outros Estados da Federação, utilizando notas fiscais emitidas em nome, CPF’s e endereços de terceiros. Assim, caso a carga de droga fosse interceptada, não haveria como vincular, documentalmente, as investigadas ao transporte ilícito. Tudo indica que as autoras agiam com o mesmo modus operandi pelo menos desde outubro de 2021.

Durante o cumprimento de mandado de busca domiciliar foram encontrados vários cabeçotes de motor, dentre outros elementos probatórios para subsidiar as investigações. As autoras foram presas preventivamente e colocadas à disposição da Justiça.