Modelo e apresentadora Mariana Weickert
Modelo e apresentadora Mariana Weickert (Foto: Divulgação)

A modelo e apresentadora Mariana Weickert deu à luz ao seu segundo filho na noite de sexta-feira (26). Ela deu à luz antes do previsto.

Nesta semana, a artista anunciou ter testado positivo para coronavírus. Ao ir ao hospital fazer exames, ela foi avisada de que já estava com dilatação e entrou rapidamente em trabalho de parto.

“Ontem, dia 26 de junho de 2020, às 19h19, num parto lindo, rápido e normal, meu menino veio ao mundo. Não quis esperar dias melhores, momento mais oportuno, negativar o vírus da família ou qualquer coisa assim. Simplesmente chegou. Boa, meu filho, gostamos de emoções”, contou a modelo.

Weickert estava na 39º semana de gestação – o habitual é que o nascimento aconteça com 40 semanas. Segundo ela, o parto foi muito rápido. “Não trouxe nada, não avisei a Tetê, não me preparei. Afinal, estavamos só tentando buscar um exame negativo dessa loucura toda pra que o nosso bebê chegasse no ambiente mais seguro possível. Não deu tempo! E no dia exato em que Felipe completava 39 semanas dentro de mim, resolveu nascer. Lindo! Forte! No seu momento! Foi emocionante! Poderia ter sido uma daquelas histórias de filmes em que o bebê teria nascido em casa ou no caminho da maternidade. Tudo aconteceu muito rápido!”, escreveu ela.

A criança ganhou o nome de Felipe e é fruto do casamento da modelo com o empresário Arthur Ferraz. Eles também são pais da pequena Thereza, que tem 2 anos.

Veja também: Adriano Imperador tenta reconciliar noivado, mas leva ‘fora’

Quando falou sobre o diagnóstico de COVID-19, Mariana Weickert disse que estava torcendo para que o filho demorasse a nascer. “Agora é esperar que o Felipe seja tão preguiçoso quanto a Theresa e venha perto das 41 semanas. Quanto mais tempo que a gente tiver até dar tempo do vírus sair e agente criar os anticorpos e de fato testar negativo, melhor é pro parto. Dizem que na maternidade fazem uma triagem e vai pra parte da Covid ou não. Não quero nunca passar pra ele. Dizem que a contaminação da placenta da mãe é muito difícil, então estou me apegando nessa boa notícia. Quero poder amamentar meu filho desde o começo, dar um abraço quando ele nascer”, explicou.