Celebridades Cacau Protásio sofre ataques racista e gordofóbicos de bombeiros do Rio

Cacau Protásio sofre ataques racista e gordofóbicos de bombeiros do Rio

Últimas da TV:

Galvão Bueno passa mal no Peru, onde narraria final da Libertadores; Globo escala Luís Roberto

O narrador esportivo da Globo Galvão Bueno sofre um mal-estar na manhã desta quinta-feira, dia 21, em...

Resumo da novela ‘Bom Sucesso’

Resumo da novela Bom Sucesso, Tudo sobre a novela Bom Sucesso da Globo,

CNN anuncia contratações de Cassius Zeilmann e Daniel Adjuto, ambos do SBT

A CNN Brasil anunciou oficialmente nesta terça-feira, dia 19, a contratação dos jornalistas Cassius Zeilmann e Daniel...
Daniel Neblina
Jornalista, fundador e SEO do Registro POP. Escreve sobre entretenimento há 7 anos. Dedica-se também a um canal sobre celebridades no YouTube a um site sobre Brasília.

A atriz Cacau Protásio e mais quatro bailarinos sofreram ataques racistas, homofóbicos e gordofóbicos de bombeiros do Rio de Janeiro. O caso aconteceu durante as gravações do filme “Juntos e Enrolados”, no Quartel-Central do Corpo de Bombeiros, no Centro do Rio.

No último domingo (24), a equipe do longa-metragem esteve no Batalhão, onde foi gravada uma cena em que a personagem de Cacau vai falar com seu superior, que é apaixonado por ela. No meio da conversa, ele tem uma alucinação e a vê dançando no meio do pátio.

Um sargento da corporação gravou um vídeo de parte da gravação, fora de contexto, e enviou em grupos de WhatsApp, com áudios proferindo ofensas contra os artistas. “Olha a vergonha no pátio do quartel central. Essa mulher do Vai que Cola, aquela gorda, colocou a farda e botou os dançarinos viados com roupa de bombeiro. Isso é um esculacho, rapaz. Qual é a desse comandante? Vai deixar uma p… dessas no pátio do quartel?”, disse o sargento em um dos áudios.

As ofensas não pararam por aí. ”Vergonhoso. Mete aquela gorda, preta, numa farda de bombeiro, uma bucha de canhão daquela, com um monte de bailarino viado, quebrando até o chão. Vão achar que é o que? Bombeiro? Aquilo é tudo viado. Lamentável”, continuou.

Após a repressão dos áudios, Cacau Protásio lamentou os ataques e não conteve as lágrimas. “Sou negra, sou gorda, sou brasileira, sou atriz. Eu conto história, conto ficção e eu não mereço ser agredida assim”, disse a atriz, que continuou: “Eu sei que sou uma pessoa forte, mas ouvir tudo isso de um ser humano é horrível, muito triste. Como uma pessoa que veste uma farda tão linda tem esta postura?”.

Antes de tomar conhecimento dos áudios, no domingo logo depois das gravações, Cacau Protásio publicou fotos com a corporação e agradeceu a forma como foi recebida e tratada.

Racismo e homofobia são crimes, previsto em lei, com pena de reclusão de um a três anos, além de multa.

Vários famosos publicaram mensagens de apoio à Cacau. A cantora Anitta falou sobre talento e disse que aqueles que fizeram os ataques não merecem nem a tristeza da artista. A atriz Samantha Schmütz destacou que não basta não ser racista e homofóbico, é preciso ser contra o racismo, homofobia e qualquer tipo de preconceito. Tatá Werneck escreveu sobre talento e sobre o quanto Cacau é querida. Fiorella Manteis lembrou que a atriz não está sozinha nesta luta. Já cantora Zélia Duncan falou sobre a alegria contagiante de Cacau, lembrou o trabalho dela como a empregada Zezé de “Avenida Brasil”, e lamentou a falta de amor das pessoas.

Em nota enviada ao portal Quem Acontece, o Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Rio de Janeiro disse não compactuar com qualquer ato discriminatório, que se solidariza com Cacau Protásio e garantiu que abriu procedimento interno para identificar os envolvidos e apurar a conduta. A nota finalizou dizendo que os atos divulgados não representam a corporação que é considerada a instituição mais confiável do Brasil.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas dos Famosos:

DJ Alok lança vaquinha para construir escola e centro de saúde na África

O DJ Alok lançou uma vaquinha virtual para arrecadar fundos para a construção de uma nova escola...

Ator Pedro Carvalho está casado há dois anos com advogado

Segundo o Jornal Extra, o ator Pedro Carvalho, que recentemente esteve no ar com o personagem Abel na novela “A Dona do...

Velório de Gugu começa nesta quinta (28), com caixão aberto, e deve durar 24h

O velório do apresentador Gugu Liberato será nesta quinta-feira (28), aberto ao público, na Assembleia Legislativa de São Paulo, em caixão aberto....

Cacau Protásio sofre ataques racista e gordofóbicos de bombeiros do Rio

A atriz Cacau Protásio e mais quatro bailarinos sofreram ataques racistas, homofóbicos e gordofóbicos de bombeiros do Rio de Janeiro. O caso...

Apresentador Gugu Liberato morre aos 60 anos

Morreu, aos 60 anos, o apresentador Augusto Liberato, o Gugu. Ele estava internado em um hospital em Orlando, desde a última quarta-feira,...

Mais Notícias