Novelas do Carlos Lombardi vão sentir falta de Betty Lago

Publicidade:

É quase impossível não lembrar de Betty Lago, modelo, atriz e apresentadora que faleceu em 13/09, nas novelas do autor Carlos Lombardi. A sua morte, devido a um câncer na vesícula, trouxe na minha mente, personagens incríveis que  a atriz interpretou.

Leia também: Betty Lago morre aos 60 anos vítima de câncer

É claro, que Betty fez outras novelas, com outros autores, mais a combinação do texto debochado, bem humorado, alinhado com a interpretação particular que Betty imprimia nas novelas “loucas” e ritmo alucinante do Carlos Lombardi, viraram uma marca nas tramas do autor. Quem acompanhou recentemente a reprise da novela “Quatro por Quatro”, no canal Viva, onde a atriz interpretou, talvez, seu melhor papel em novelas, que foi a perua Abigail,  um grande sucesso em sua carreira, dando popularidade e prestígio a Betty, em sua primeira novela na Globo, conferiu como a atriz verbalizava bem todas aquelas frases irônicas e engraçadas do Lombardi. Betty era o própria graça também na vida real e isso ultrapassava as lentes das câmeras.  

A parceria com Lombardi continuou fortalecida em tramas como: “Vira Lata”, “Uga Uga”, “Pé na Jaca”, “Kubanacan”, “Bang Bang”, “Pecado Mortal”, na minissérie “O Quinto dos Infernos” e no seriado “Guerra & Paz”.

Betty Lago conseguiu imprimir um diferencial na forma de atuar, algo que se limitava em papeis cômicos, mas conseguiu se reinventar na carreira, apresentando vários programas na TV a Cabo, com a mesma desenvoltura de sempre. Betty faleceu, mas seu senso de humor e energia, são atemporais.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

'
Close