Jornalista processa a Globo por plágio de formato do “É de Casa”: Quero trabalhar no programa

Publicidade:
Apresentadores do novo matinal da Globo, “É de Casa” (Foto: Divulgação / Globo)

O jornalista, Fabrício Fabre entrou com uma ação contra a Rede Globo alegando que o formato do novo programa de entretenimento da emissora, o É de Casa, apresentado por Tiago Leifert, André Marques, Ana Furtado, Cissa Guimarães, Patrícia Poeta e Zeca Camargo foi copiado de um evento organizado por ele três anos atrás.

Fabrício Fabre acusa a Globo de plágio (Foto: Reprodução / LinkedIn Fabricio Fabre)
Fabrício Fabre acusa a Globo de plágio (Foto: Reprodução / LinkedIn Fabricio Fabre)

Durante dez dias, o evento Casa + Família, que não foi televisionado mas originou diversos vídeos que ficaram disponíveis na internet, ofereceu aulas de culinária, de prendas domésticas e de automobilismo em um shopping de Vitória, no Espírito Santo. Em entrevista à Folha de São Paulo, Fabrício Fabre revelou a intenção de fazer um acordo com a emissora carioca: “O meu objetivo é oportunidade de trabalho. Se me convidassem para fazer um trabalho bacana, bem remunerado, eu toparia”, disse ele, que trabalhou por 10 anos como apresentador em uma afiliada da Record.

No processo que corre pela 10ª Vara Cível do Rio, Fabrício Fabre alega que há muitas semelhanças entre o programa da Globo e seu evento e requere a suspensão de É de Casa com uma medida cautelar. O Jurídico da Globo não comentou a ação, que corre sob sigilo da justiça. O programa segue a sua exibição normal nas manhãs de sábados da emissora.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

'
Close